sexta-feira, 11 de agosto de 2017

MORO NO BANCO DOS RÉUS - TRIBUNAL POPULAR JULGA LAVA JATO EM CURITIBA



Desmoralizado como homem e como magistrado dentro dos corações de cada homem de bem, o parcial e político juiz Sérgio Moro segue a mesma sina de George W Bush: derrotar o inimigo que seu pai não conseguiu.


Renomados juristas montam em Curitiba nesta sexta-feira (11) o "Tribunal Popular" com o objetivo de julgar a Operação Lava Jato. Marcello Lavenère, integrante do Conselho de Jurados, disse à Sputnik Brasil que a ideia surgiu após as reiteradas denúncias de excessos e ilegalidades que estavam sendo cometidas no seio desta Operação.

Muitos juristas, advogados e promotores de Justiça têm levantado dúvidas sobre a correção judicial das decisões da Operação Lava Jato, de seus procuradores e do Juiz Sérgio Moro.

O ato é organizado pelo Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia. O juiz de direito em Alagoas, Marcelo Tadeu Lemos, é o presidente da sessão, enquanto o ex-ministro da Justiça e procurador Eugênio Aragão é o responsável pela acusação contra a operação neste evento. O advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay, fica com "a defesa crítica e irônica da Lava Jato", nas palavras dos organizadores deste Tribunal Popular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário