terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Férias na Casa de Praia de Babá e Célia - V - Praias de Boa Viagem e Camboinha

.
.
.
.
.
.

Os sobrinhos Duda e Kênio, que nos acompanharam a Recife.
.

No sábado 14/01/12, fomos todos ao Clube de Praia da Associação dos Auditores Fiscais da Paraíba, do qual Babá é sócio.
Na chegada, o porteiro pensou ser um evento, pois chegamos em quatro veículos lotados e com a meninada fazendo o maior barulho. Primeiro fomos todos ao exame médico, e depois caímos nas piscinas, das quais só saíamos para mergulhar no mar, ou sentar para saborear ensopados de caranguejo e siri-mole frito.
No domingo 15, levei Nadja ao Recife para participar de um concurso do TJ-PE, com os sobrinhos Kênio e Duda Costa (noivos), no  banco de trás.
Ficamos na praia de Boa Viagem aguardando o final das provas, e como sempre fomos recebidos por Verônica e seu charme.
.
Com Verônica, nossa anfitriã em Boa Viagem.
.
Verônica é vendedora de bebidas em frente ao Hotel Vila Rica e atende seus clientes em cadeira reclináveis sob sombrinhas coloridas.
O cliente escolhe a distância da água em que quer sentar, e ali ela coloca as cadeiras e finca quantos guardas sol forem necessários. Os banquinhos de plástico que utiliza para colocar as bebidas, são também oferecidos para que os mais “folgados” descansem as pernas. Com as bebidas de Verônica ficamos aguardando o Caldinho Beleza, o Queijo de Coalho assado na brasa na frente do cliente, as vendedoras de caranguejo, ostras e Caldeiradas.
Chegamos de volta à casa de Babá e Célia por volta das 13:30 h. e fomos recebidos com um Spaghetti Intermares, criação de Babá. Não conheço a receita, mas lembra um Spaghetti ao Suco, só que com generosos pedaços de carne misturados ao espesso e delicioso molho vermelho que também recebeu retoques de algumas ervas finas.
.
Estephane trás graça e simpatia à praia de Camboinha, junto aos grandes camarões dosadamente salgados.
.
.
Um dos locais em que marcamos mais presença tem sido o mezanino do “Bar da Praia”. Outro dia, após driblar a segurança do local, chegou até nossa mesa uma vendedora de camarão cozido. Muito jovem e graciosa, ofereceu uma amostra para que provássemos o sal. Estava realmente no ponto ideal. Como sempre faço, perguntei seu nome: Stephane, respondeu, com um orgulho danado. Passamos o resto da manhã procurando por Stephane, acho que pela dosagem do sal do seu camarão.


Ontem a reencontramos em um barracão na areia da Praia de Camboinha. Quando a vimos, gritamos em uníssono seu charmoso nome, deixando-a desconcertada, sem saber que multidão era aquela que lhe conhecia. Quando nos reconheceu autorizou as fotos e nos passou seu e-mail e MSN. Compramos metade dos seus deliciosos camarões.
.
.
Gisele Bündchen toma todas, e depois negocia sua "empada".
.
.
Minutos depois um grito chamou a atenção de todos: “Quem quer comer a `empada` de Gisele Bündchen?”

Após a gargalhada geral, localizamos a protagonista. Dizia ser a própria Gisele, e que quem comesse sua empada jamais esqueceria. Saquei a câmera e fiz algumas fotos, enquanto ela rebolava e colocava os três sabores em um prato sobre a mesa. Tomou um copo da cerveja de Kênio (candidato a genro de Babá e Célia), e confessou que já fizera o mesmo com outros clientes naquela mesma manhã.

.
Hendrix: produtos de boa qualidade, embora insatisfeito com o que faz.
.

Em seguida foi a vez de Jimmy Hendrix, vendedor de camarões e lagostins. Com ele não conseguimos redução do preço ou uma bonificação na quantidade. Trabalha de cara amarrada, como se tivesse (e deve ter) outros objetivos, não sendo aquela atividade prazerosa como é para as meninas acima, mas seus produtos são de ótima qualidade e saborosíssimos.


Depois de tudo isso, ainda encaramos um baita de um almoço.
.
.
.
.

Um comentário:

  1. Juiz de Fora: Aqui só chove...
    ............................
    ..................
    .........
    ...
    .
    INVEJA!

    ResponderExcluir